Pular para o conteúdo

8 mitos sobre morar no interior para parar de acreditar

Morar no interior nem sempre é o sonho de muita gente, por mais que viver longe da agitação da capital inclua muitos benefícios. Isso acontece devido à existência de mitos que no passado até fizeram sentido, mas hoje não passam de grandes mentiras.

Então, você pode, sim, começar a procurar um apartamento à venda em Ribeirão Preto ou outra cidade do interior de São Paulo e se surpreender com o quanto a cidade tem a oferecer.

Agora, dê uma espiada nos mitos sobre morar no interior que você precisa urgentemente parar de acreditar!

Morar no interior é viver isolado!

morar no interior

Viver no interior nem sempre significa estar isolado. Há quem goste da ideia de ter um sítio mais distante, longe da civilização, mas, se você quiser uma cidade menos agitada que a capital, encontrará os mesmos confortos.

Ou seja, morar no interior não é sinônimo de estar isolado, em alguns casos você pode facilmente ir ao mercado, banco ou qualquer outro lugar apenas caminhando.

Não tem acesso a produtos e lojas de qualidade

As capitais até possuem mais empresas e produtos disponíveis, mas isso não quer dizer que as cidades do interior não tenham também. Você continua tendo o mesmo acesso e encontra muitos itens e serviços de qualidade.

Tem até uma vantagem em relação às capitais, existem grandes chances de você ser atendido mais rapidamente e logo estar de volta na sua casa.

Os serviços são precários

Outra percepção errada sobre o interior. Existem cidades com problemas nos serviços públicos e particulares? Sem dúvida, mas você não pode generalizar e acreditar que todas serão assim.

É possível encontrar bons serviços e, no caso de cidades muito pequenas, vale visitar as regiões mais próximas que podem te ajudar no que precisa.

Você vai estar no meio do mato

Um mito muito semelhante ao primeiro. Algumas pessoas até preferem o interior para ficar mais perto da natureza, mas não significa que você estará no meio da floresta, sem sinal de celular ou internet.

Muito pelo contrário, terá acesso aos serviços e produtos da capital, mas facilidade para ir aos locais com muito verde.

Sua vida será muito entediante

O interesse por morar no interior começa pela busca de tranquilidade. No entanto, quem está acostumado com o ritmo da cidade pode te dizer que você terá uma vida entediante, o que é mentira.

Sim, você irá encontrar o aconchego e um ambiente menos barulhento ou agitado, mas nada de viver entediado. Existem atividades interessantes disponíveis também nas cidades interioranas.

Tudo fica longe da sua casa

Esse é outro mito que envolve uma generalização. No caso das cidades muito pequenas, os serviços mais importantes realmente ficam em outra região próxima, em alguns casos longe. No entanto,  todos os locais são dessa forma.

Há cidades, inclusive, que a situação é totalmente contrária. Tudo fica muito perto de onde você mora a ponto de você poder dispensar o carro ou transporte coletivo e ir a pé resolver o que precisa.

Você só pode criar animais grandes

Os terrenos são maiores no interior, mas isso não significa que só existem casas à venda. Você pode optar por um apartamento. E, não, você não é obrigado a se tornar um fazendeiro porque decidiu deixar a cidade grande.

Pode viver no seu cantinho, com muita qualidade de vida e continuar criando seus gatos e cães. Claro que, se decidir se aventurar com bichos de grande porte, como cavalos, e tiver espaço para isso, sinta-se à vontade.

Você não terá privacidade

No interior “todo mundo conhece todo mundo”, mas isso não é sinônimo de falta de privacidade. Muito pelo contrário, pode até significar mais segurança, já que as pessoas notam se algo diferente acontece na sua casa.

A privacidade é a mesma que você teria no seu bairro na cidade grande. Ou seja, conhecer boa parte dos moradores não vai te prejudicar nesse quesito.