Como a tecnologia mudou a indústria dos automóveis

A tecnologia é muito surpreendente e  ela empurra a humanidade para novos reinos de sua existência e faz novas perguntas que acenam com respostas.

Dentro da indústria automotiva, dizer que a tecnologia teve uma relação duradoura, profunda e complexa com aspectos de fabricação, segurança e meio ambiente seria mais do que óbvio, sem uma tecnologia nova e em evolução, nossos veículos estariam presos no passado. 

Para que tudo dê certo nessa produção de veículos com altas tecnologias é necessário que seus fornecedores de peças sejam de qualidade, desde uma fábrica de arruelas de alumínio até o fornecedor das rodas, é muito importante ter uma empresa séria do seu lado.

Vamos explorar como a tecnologia automotiva mudou a maneira como olhamos e interagimos com nossos veículos.

Produção de veículos

Os automóveis tiveram seu início proverbial quando a tecnologia foi totalmente adotada. Henry Ford automatizou o processo de fabricação da construção de automóveis em dezembro de 1913, fornecendo ao mundo a produção de automóveis em massa, embora ele não tenha inventado o conceito para a linha de montagem, ele certamente a apoiou e patrocinou. Antes da Ford, um carro demorava mais de 12 horas para ser montado, com a linha de montagem, demorava 2,5 horas.

fabrica de arruelas de alumínio

Avance rapidamente e a linha de montagem da Ford ainda é o caminho a percorrer para a grande maioria dos fabricantes de automóveis, mas com uma diferença. A automação está rapidamente se tornando o próximo grande salto à frente na construção de veículos. Os robôs de soldagem tornam o trabalho curto e preciso de processos grandes e demorados, e o advento de máquinas para levantar e transportar componentes do motor, painéis da carroceria e outras partes integrantes dos próprios carros tornam as coisas ainda mais eficientes.

E não podemos deixar de mencionar o processo de design e como a tecnologia flui livremente na criação de novos processos. Sem um novo design / tecnologia de teste, avanços nas formas, pontos fortes do chassi, eficiência da aerodinâmica e pesquisas sobre economia de combustível não poderiam ser investigados de forma tão completa e eficaz. Sem tecnologia, os carros ainda seriam caixas primitivas, motorizadas em cima de estruturas de aço.

Preços

Com a invenção da linha de montagem, veio uma redução no preço de um automóvel. Sem a necessidade de 12 horas de trabalho árduo, a produção potencial do número de carros que podem ser vendidos disparou. Isso ajudou a tornar os veículos mais acessíveis à classe média.

Os preços dos veículos também foram influenciados e alterados pelo avanço da tecnologia devido à pesquisa e reduções nos materiais usados, sua resistência e sua longevidade / durabilidade. Simplificando, a tecnologia permitiu que os carros durassem mais e, ao fazê-lo, influenciou o valor residual e o potencial de revenda dos veículos mais novos. 

Segurança

A mudança de tecnologias teve talvez o maior impacto no setor automotivo na área de segurança.

fabrica de arruelas de alumínio

A ciência e a tecnologia permitiram que os fabricantes de automóveis não apenas apresentassem hipóteses e testassem novos recursos de segurança, mas também desenvolvessem soluções para problemas contínuos por meio da engenharia reversa com a ajuda de avanços tecnológicos para computadores, inteligência artificial e software dos quais novos veículos dependem.

Economia Ecológica

O impacto dos preços dos combustíveis no setor automotivo suscitou questões sobre novas tecnologias e melhor gestão ambiental desde os anos 1980. Em anos anteriores, os carros americanos estavam em clara desvantagem quando comparados aos seus homólogos japoneses e europeus, porque foram construídos e concebidos em sociedades com preços baixos de gasolina. 

Como vimos, a tecnologia vem mudando o mundo dos veículos já algum tempo, e com certeza ainda vai mostrar muita coisa para nós.