Pular para o conteúdo

Ídolo no Flamengo, Jorge Jesus pode chegar a três anos sem título na Europa

A passagem de Jorge Jesus pelo Flamengo é uma unanimidade. Trata-se não apenas do período mais vitorioso da história do treinador como, também, de uma das mais consagradas fases do rubro-nebro. Mas, depois que retornou à Europa, o técnico português vem vivendo um verdadeiro período de seca – e pode chegar a três anos sem um título sequer. 

Jesus chegou ao Flamengo em 2019 para fazer história com o rubro-negro. Foi sob o seu comando que o clube carioca chegou em um “outro patamar” no futebol sul-americano, sendo apontado por muitos, na época, como um time que realmente poderia competir entre os grandes europeus.

Com o Flamengo, foram nada mais nada menos do que cinco títulos em um período de menos de dois anos. Em 2019, o técnico português conquistou o Campeonato Brasileiro e a Copa Libertadores da América com a equipe carioca – duas campanhas praticamente perfeitas, com um futebol bem jogado e memorável.

Já em 2020, apesar de ter comandado o Flamengo em apenas 18 partidas (das quais venceu 16), Jorge Jesus levou para casa o Campeonato Carioca, a Supercopa do Brasil e a Recopa Sul-Americana. Depois disso, voltou para a Europa em busca de mais uma passagem vencedora – que ainda não se concretizou até o momento.

Jorge Jesus

Volta ao Benfica não saiu como planejado 

Ainda que tenha conquistado diversos títulos com o Flamengo, Jorge Jesus viveu a melhor e mais longeva fase de sua carreira no comando do Benfica. O treinador esteve no clube de 2009 a 2015 e, nesse meio tempo, venceu nada mais nada menos do que três títulos da Liga Portuguesa – além da Taça de Portugal e outras competições.

Sendo assim, quando em 2020 foi anunciado que ele sairia do Flamengo para retornar ao Benfica, muitas expectativas foram criadas – afinal de contas, a primeira passagem havia sido excelente. No entanto, o retorno de Jorge Jesus ao futebol de Portugal não saiu exatamente como se era esperado. 

O primeiro jogo do técnico português no retorno ao Benfica foi justamente pelas qualificatórias da Liga dos Campeões da Europa. Resultado? Perdeu por 2 a 1 para o PAOK, da Grécia, e não chegou à fase de grupos da principal competição europeia. Essa, inclusive, não foi a única frustração na temporada. 

O clube acabou caindo também na Europa League e não chegou ao título na Supertaça, Taça de Portugal e Taça da Liga. Por fim, não venceu a Liga Portuguesa (a qual reunia uma grande expectativa) e terminou a temporada sem um título sequer. Por fim, saiu de mãos abanando – um prelúdio, inclusive, da temporada seguinte.

Jorge Jesus não terminou segunda temporada no Benfica 

Apesar de ter finalizado a primeira temporada de seu retorno ao Benfica sem ter ganho nenhum título, Jorge Jesus continuou no comando da equipe portuguesa para o segundo ano. No entanto, o desempenho abaixo do esperado fez com que ele nem ao menos terminasse a temporada pelo clube.

Os números de Jorge Jesus em sua segunda temporada pelo Benfica não estavam exatamente ruins. O técnico conseguiu chegar à Champions League, passando pela fase qualificatória e até mesmo na fase de grupos. No entanto, não chegou a comandar a equipe no mata-mata, saindo antes.

Foram 30 jogos no comando do Benfica na temporada 2021/2020, com 20 vitórias nesse período. No dia 28 de dezembro de 2021, no entanto, a equipe portuguesa informou publicamente a rescisão do contrato com Jorge Jesus. O treinador, que havia voltado a Portugal após um excelente trabalho no Flamengo, não conseguiu repetir a dose.

De Portugal para a Turquia: Jorge Jesus chega ao Fenerbahçe 

Mesmo tendo um desempenho bastante abaixo do esperado no Benfica, Jorge Jesus continuou no radar de outros tradicionais clubes europeus. Para a temporada 2022/2023, por exemplo, ele foi contratado para comandar o Fenerbahçe, um dos mais vitoriosos times da Turquia.

O Fenerbahçe vinha batendo na trave no Campeonato Turco já há algum tempo, depois de ter dominado a competição nos anos 2000. A chegada de Jorge Jesus à equipe, então, foi acompanhada do objetivo de sair da fila depois de alguns anos e voltar a conquistar o campeonato nacional. No entanto, não deu muito certo – até então.

Assim como na temporada 2021/2022, o Fenerbahçe terminou na segunda posição do Campeonato Turco de 2022/2023. Jorge Jesus não fez um trabalho ruim, longe disso, mas não foi suficiente para que a equipe voltasse a levantar a taça nacional. No fim das contas, mais uma temporada sem títulos para o técnico português.

A história pode ser diferente dependendo do resultado do próximo domingo, dia 11 de junho, quando Fenerbahçe em Istambul se enfrentam pela final da Copa da Turquia. Trata-se da única competição que Jorge Jesus ainda tem chances de conquistar na temporada, visto que todas as outras ficaram pelo meio do caminho.

Qual o futuro de Jorge Jesus?

O Fenerbahçe ainda não deixou claro se pretende ou não renovar o contrato de Jorge Jesus. O vínculo do técnico português com a equipe turca se encerra justamente ao fim da atual temporada, em junho de 2023. Restando apenas alguns dias para que isso ocorra, não se sabe qual ao certo se ele permanecerá ou não no futebol turco.

Nesse meio tempo, Jorge Jesus chegou a ser fortemente especulado para comandar novamente o Flamengo. O Rubro-Negro desejou o técnico português por meses, na época em que estava prestes a recindir com Vitor Pereira. No entanto, a demora por parte do treinador fez com que o clube fosse atrás de Jorge Sampaoli.

Sendo assim, segue o questionamento: qual o futuro de Jorge Jesus? Dependendo do desempenho de Sampaoli no Flamengo, pode ser que o técnico português volte a ser especulado pelo rubro-negro nos próximos meses. Enquanto isso, também é um dos possíveis nomes para a Seleção Brasileira.