O Que é Empréstimo Pessoal e Como Solicitar?

A vida de um estudante exige muito dos seus recursos financeiros. São mensalidades, materiais, comida, transporte, etc. E para aqueles que já não contam com a ajuda dos pais e precisam sustentar-se, o desafio é ainda maior. Por isso é normal que, nessa fase da vida, apareçam dificuldades econômicas, situações em que um dinheiro reserva cairia muito bem.

E se esse é o seu caso, saiba que há atualmente alguns meios pelos quais se pode minimizar esse problema. Um deles, o melhor e mais rápido, é recorrer a um banco e solicitar uma quantia a ser paga futuramente .E é sobre isso que falaremos daqui para frente. Você saberá o que é empréstimo pessoal, como funciona e como consegui-lo.

O que é empréstimo pessoal?

Também conhecido como crédito pessoal, trata-se de uma modalidade de empréstimo através da qual um banco deposita uma quantia em dinheiro na conta corrente de uma pessoa que posteriormente terá que fazer o pagamento, ou seja, devolver esse valor, em prazo determinado, acrescido de juros.

Há algumas modalidades de empréstimo pessoal, como o consignado, cujo pagamento ocorre pelo desconto na folha salarial; o empréstimo feito com a garantia do imóve; o empréstimo pessoal com a garantia do veículo, entre outros. 

E a grande diferença que oferece o empréstimo pessoal é a de não condicionar o crédito a uma determinada finalidade, como acontece nos outros tipos. Dito de outro modo, você tem a liberdade de usar o dinheiro como quiser, para qualquer fim.

Como funciona empréstimo pessoal?

Se você compreendeu o conceito, saber como funciona o empréstimo pessoal também será bastante fácil. O processo basicamente acontece da seguinte maneira: você entra em contato com uma instituição financeira e solicita essa modalidade de crédito.

Como você não precisa declarar o motivo do crédito, basta então negociar o valor da quantia, o número de parcelas para pagamento, as taxas de juro e mais algumas obrigações de contrato. Depois, você passará por uma análise de crédito a fim de verificar suas condições de quitar a dívida. Nela o banco seguirá as seguintes fases:

  1. análise dos dados cadastrais;
  2. verificação de restrições no seu nome;
  3. informações sobre o perfil de crédito e score crédito;
  4. informações sobre sua renda;
  5. análise dos seus documentos.

Uma vez que o banco analisou suas informações e tudo correu bem, o empréstimo é aprovado. E ainda é possível que o dinheiro esteja disponível na sua conta corrente no mesmo dia.

Quem pode solicitar o empréstimo pessoal?

Agora que você já entende o que é empréstimo pessoal e sabe como se dá o seu funcionamento, é possível que seu interesse tenha sido despertado e você queira saber mais. Seja para já solicitá-lo imediatamente ou apenas para se informar e ter uma maneira de conseguir um dinheiro extra em caso de necessidades futuras.

De qualquer modo, se você está considerando a possibilidade de precisar recorrer a essa forma de crédito, o primeiro passo é saber quais as primeiras exigências e tentar atendê-las, portanto veja agora quais as exigências mínimas a se preencher.

Pode entrar com o pedido de crédito pessoal qualquer indivíduo que possua mais de 18 anos de idade, seja residente no brasil e que apresente os documentos pessoais – RG e CPF – válidos. Cumprindo esses requisitos você está apto a passar às demais etapas.

Como conseguir empréstimo pessoal?

Para conseguir o empréstimo pessoal você terá algumas opções: é possível fazer  a solicitação fisicamente em bancos ou instituições financeiras, mas você também pode optar pela comodidade do mundo digital e realizar sua solicitação de forma online pelas fintechs. 

Veja agora algumas considerações sobre as diferentes formas de solicitar e conseguir crédito pessoal.

Agência física dos bancos e Instituições financeiras

Dirigir-se até uma agência para fazer o pedido de empréstimo tem alguns pontos positivos. O primeiro deles é que se você for cliente do banco, é possível que já haja uma linha de  crédito pré-aprovada e que pode ser utilizada para essa finalidade. E isso facilita muito as coisas.

Mas não para por aí; outra vantagem é que você terá a oportunidade de conversar diretamente com o gerente e tratar com ele a respeito das questões contratuais, das taxas de juros, do número de parcelas, etc. E essa conversa presencial favorece bastante o cliente na negociação.

Tudo isso também vale para as instituições financeiras, que seguem essa mesma linha. Entretanto, como não são bancos, você não receberá delas a linha de crédito pré-aprovada. Mas a possibilidade de negociar o número de parcelas e boas taxas de juros ainda permanece.

Fintechs

As fintechs são bancos essencialmente online –  os mais conhecidos são o Nubank e o Picpay. Tratam-se de empresas financeiras que apenas trabalham de forma digital. Por isso, não possuem agências físicas. E é justamente isso que torna suas taxas de juros mais baratas nos empréstimos.

Além disso, elas têm outras vantagens em relação ao mundo físico na hora de solicitar o crédito pessoal: você não precisará enfrentar filas, assinar vários documentos, e há a possibilidade de simular as taxas de juros e compará-las com as de outras fintechs.

No entanto, elas possuem como ponto negativo o fato de concederem valores mais baixos nos empréstimos se comparados ao que se consegue nos bancos que têm agências físicas. Mas se você precisa de um dinheiro emergencial para custear algumas despesas dos seus estudos, isso pode não ser um problema. 

Ainda, atente-se para as tentativas de golpe, que são muito comuns ao se pesquisar sobre empréstimos online. Procure conhecer a empresa ao se deparar com anúncios deste teor e, se possível, busque marcas conhecidas como as citadas acima.

Então, agora que você já viu o básico sobre o que é empréstimo pessoal e os meios de adquiri-lo, confira mais informações importantes sobre o assunto antes de solicitar o seu crédito.