O que é um Consórcio Contemplado

O consórcio contemplado é um método de compra onde pessoa podem conseguir investir seu dinheiro ao longo de um período para que no fim dele possa pegar sua carta de crédito.

Seu funcionamento é muito parecido com uma poupança, mas a pessoa não corre o risco de gastar esse dinheiro antes de atingir a sua meta para comprar

Existe diversos de benefícios ligados ao consórcio contemplado, entre os principais estão a falta do pagamento de juros e os baixos custos para conseguir comprar de forma parcelada.

Esse método de compra trata-se da união de diversas pessoas que durante um período pré-determinado em um contrato tem de pagar uma parcela também pré-estabelecida. Por serem valores fixos com correções que ocorrem somente uma vez ao ano, o investimento final do consórcio contemplado pode ser muito menor do que o financiamento ou a compra parcelada.

Existe um adendo para essa forma de compra, pois o quem está participando do consórcio não consegue o seu carro ou imóvel assim que começa a pagar. Todos os memes são feitos sorteios para tirar a carte de crédito ou lances para consegui-la. No final do pagamento também terá o direito de tirar seu crédito.

Processos para ter sua carta de crédito contemplada

Como pôde ser visto acima, fazer parte de um consórcio não traz o produto desejado assim que você contrata o serviço. Será preciso depositar uma quantia todos os meses até que o valor seja completamente preenchido. Não há juros, sendo que a única taxa a mais a ser paga é a administrativa, está que sustenta as empresas de consórcio.

Para receber a carta de crédito contemplada é preciso chegar ao final do pagamento (última parcela) ou se encaixar em um desses quesitos que serão citados logo abaixo.

Desde o início do grupo de consórcio, já no primeiro mês de pagamento, um sorteio será feito a cada 30 dias. Esse jogo de sorte servirá para agraciar uma ou mais pessoas que fazem parte do grupo, estas que receberão suas cartas de crédito e poderão comprar o que foi definido na contratação do serviço.

Esse é o meio mais simples de se conseguir a carta de crédito contemplada de imóveis antes de chegar a última parcela, porém é válido lembrar que ao adquirir o crédito é preciso continuar pagando mensalmente o consórcio, do contrário penalizações severas poderão acontecer.

Todos os meses são feitos sorteios de contemplação, sendo que as chances de ser sorteado aumentam a cada carta liberada.

Outra forma de conseguir a carta de crédito contemplada é através da feitura de lances que podem ser feitos de forma mensal. A pessoa que não for sorteada e ainda assim deseja conseguir a carta pode fazer um lance formal para adquirir o benefício antes da hora.

Isso pode ser feito quando você tem algum dinheiro sobrando e está com pressa em conseguir o seu automóvel ou imóvel. Está é uma maneira mais rápida de se conseguir a carta de crédito contemplada e os gastos feitos para oferecer o lance não são jogados fora.

Na maioria dos casos, o lance feito para conseguir a carta de crédito serve para amortizar a dívida que a pessoa terá ao longo do contrato junto do consórcio. Isso quer dizer que além de conseguir a carta, ainda será possível diminuir o número de parcelas que restaram a ser pegas.

O lance geralmente pode ser feito de forma mensal, assim como os sorteios são realizados. É preciso estar atento as informações oferecidas pela empresa contratada pelo consórcio para saber o que é preciso para fazer o lance.

Comprovação de renda e documentação necessárias para obter o consórcio contemplado

Para conseguir contratar um consórcio contemplado, antes é preciso fazer a sua comprovação de renda. Esse processo é necessário por diversos fatores, mas o principal deles está ligado a segurança que a administradora busca oferecer para o seu grupo de consórcio.

Caso a comprovação de renda não seja feita, qualquer pessoa poderia entrar para o grupo que formará o consórcio. As parcelas seriam taxadas e se houve-se alguém que não pudesse pagá-las, os riscos de faltar crédito aumentariam. Cada novo desistente colocaria em risco as metas de crédito do consórcio contemplado.

Para entender melhor o porquê da necessidade de comprovação, antes é preciso compreender como funciona o consórcio. Uma empresa administrativa abre um consórcio para que pessoas com o mesmo objetivo se unam em prol de atingir as suas metas pessoas, podendo ser uma casa, carro ou outro tipo de bem material. Ficou com a dúvida, entre em contato com a Cotas Premiadas, e daremos todo o suporte jurídico para a melhor escolha para você.

Todos os meses são liberados créditos, pois com a soma de todas as parcelas é possível chegar à um valor X de pessoas que podem ser beneficiadas. Se alguém não tem condições de pegar o consórcio, esse número X pode decair e com muita desistência o grupo pode ruir. Esse é um risco que as empresas administrativas não podem deixar acontecer.

A documentação necessária para conseguir o consórcio contemplado não é extensa, mas é preciso ter atenção redobrada com os itens da lista que será apresentada logo abaixo.

– Identidade (RG)

– Cadastro de Pessoa Física (CPF)

– Comprovante de residência no nome

– Declaração de Imposto de Renda (último ano)

– Certidão de Nascimento

– Certidão de Casamento com RG e CPF do conjugue (se necessário)

– Comprovante de Renda

Todos os itens da lista são de fácil acesso e não demonstra ser um bicho de sete cabeças para serem conseguidos, com uma ressalva para “Comprovante de Renda”. Os consórcios contemplados podem requisitar diversos documentos para esse item, como carteira de trabalho e contracheques.

É preciso estar bem atento ao que é pedido pela empresa administrativa para a comprovação de renda, afinal em alguns casos é preciso certificar no cartório algumas cópias e documentos importantes. Prestar atenção redobrada nesse quesito pode evitar várias dores de cabeça, como por exemplo adiar o sonho da casa própria durante alguns anos.

Deseja ter mais detalhes sobre como utilizar a carta contemplada? Clique aqui e saiba tudo o que precisa sobre o assunto.

Quando uma pessoa é sorteada para conseguir a sua carta contemplada, ou o faz através de um lance, ela já pode comprar o item desejado e que foi pré-estabelecido na formação do grupo em questão. Quando o sonho é ter a casa própria, busca-se consórcios para a compra de imóveis.

A carta contemplada só pode ser utilizada para a compra de um imóvel caso esse seja o objetivo do grupo, do contrário algumas regras de contrato serão quebradas e punições poderão ser feitas. É preciso estar atento as condições de contratos sobre valores a serem gastos e quais tipos de imóveis podem ser adquiridos.

Há consórcios que englobam todos os tipos de imóveis em um único grupo, mas outros podem ser especializados na compra de espaços comerciais e outros para moradia. Alguns podem oferecer restrições para casas ou apartamentos, mas o mais comum é que o beneficiado possa escolher em qual lugar deseja morar.

Vale ressaltar mais uma vez que a pessoa deve continuar pagando a sua mensalidade caso seja sorteado antes do término do grupo. Medidas severas podem ser tomadas contra quem torna-se inadimplente, estas informações que serão fornecidas através do contrato que deve ser assinado ao entrar no consórcio.

Quando objetivo comum do grupo é a compra de um veículo, o contemplado poderá escolher qualquer marca e veículo que se enquadre no perfil do consórcio contratado. No geral, os grupos feitos para a aquisição de veículos englobam todos os tipos de automóveis, podendo ser tanto carros quanto motos, até veículos marítimos.

Porém, antes de assinar o contrato para o consórcio, avalie quais serão as opções que podem ser adquiridas. Quanto mais abrangente for o grupo, melhor pode ser para a escolha a longo prazo, pois mudanças de planos podem acontecer e o dinheiro do consórcio poderá ser mais bem aproveitado.

A carta contemplada sempre irá possuir um valor fixo, este que pode ser gasto pelo beneficiado de diversas formas. É comum fazer planos para comprar um carro de determinada marca e este ter seu valor decrescido devido a sua queda no mercado, sendo assim no momento da compra haverá uma sobra no dinheiro.

Esse valor que restará pode ser recuperado de três formas: com gastos referentes a documentação, como forma de pagamento na quitação de outras parcelas ou na devolução caso o contemplado já tenha todas as suas dívidas sanadas junta empresa administrativa.

Ao assinar o contrato de um consórcio, é preciso avaliar bem quais são os limites de compras do grupo. Por exemplo: se o contrato for referente a cartas de crédito contemplada para carros, motos não podem ser adquiridas com o valor que será recebido. Em alguns casos, marcas e modelo também devem ser pré-determinados antes de iniciar o pagamento das parcelas.

É importante estar atento a esses quesitos no momento da contratação de uma empresa administradora, pois nesses casos em que não se pode mudar o modelo de caminhão o plano deverá ser muito mais engessado, mesmo depois de receber a carta de crédito contemplada. Em algumas empresas, a mudança de marca está liberada e em outras a escolha de qualquer veículo pode ser o objetivo do grupo.

Antes de assinar o contrato com a empresa administradora, confira todas as possibilidades. Não deixe que dúvidas fiquem pairando em sua mente, pois algumas questões mal resolvidas podem se tornar em dores de cabeça no futuro. Essa é uma dica que vale para a assinatura de qualquer contrato.

Quer saber como usar sua carta de crédito para a compra de carros, caminhões ou imóveis? Clique aqui para saber tudo o que é preciso sobre o consórcio.

Principais administradoras de consórcio e suas funções

As principais administradoras de consórcio do mercado são aquelas que abrangem um maior número de associados ao redor do Brasil, geralmente fornecendo formas de investimentos mais seguras e taxas mais adequadas.

Uma pergunta muito frequente é: por que é preciso recorrer a uma administradora para fazer um consórcio? Por mais que existam outros métodos para formar grupos com os mesmos interesses, a administradora é geralmente o caminho mais seguro e correto para atingir os objetivos de compra.

Uma boa administradora é aquela que segue as regras de consórcios contemplados junto com o Banco Central Brasileiro, estas que foram formuladas para oferecer um máximo conforto no momento das parcelas e maior segurança de que o contemplado receberá sua carta nos sorteios, lances ou no final do grupo.

A administradora também é importante, pois ela geralmente possui colaboradores que são especializados nesse tipo de mercado, estes que estão preparados para fornecer o melhor auxílio aos contemplados pelo consórcio.

Deixe um comentário