Pular para o conteúdo

Quais os benefícios de ter uma cidadania italiana?

Apesar de ser um processo longo, a cidadania italiana traz diversos benefícios para quem a possui. Saiba mais!

Você sabe quais são os benefícios de ter uma cidadania italiana? Este é um processo que pode ser feito por muitos brasileiros, trazendo uma série de vantagens significativas ao conseguir o documento.

Com a cidadania em mãos, você terá os mesmos direitos que um verdadeiro cidadão italiano possui, assim como os mesmos benefícios. Além disso, ela é estendida para outros países da União Europeia, afinal, a Itália faz parte da UE.

cidadania italiana

Ou seja, você terá direito a livre circulação, poderá residir na Itália, trabalhar no país e em todos os outros membros. Certamente, essa é uma grande conquista para quem deseja conhecer mais a Europa além de uma viagem de férias.

Ela ainda consegue muitos benefícios sociais e de assistência, como ter acesso ao sistema de saúde do país, educação pública e assistência social caso necessário.

Muitos brasileiros buscam seus direitos de obter a cidadania italiana para garantir uma qualidade de vida melhor para eles mesmos e seus familiares.

Mas, afinal, quem tem acesso à cidadania italiana? É o que veremos a seguir, assim como outros benefícios significativos e muito mais.

Quem tem direito à cidadania italiana?

A cidadania italiana é um direito baseado, principalmente, no princípio do “jus sanguinis”, ou seja, é um direito de sangue.

Com isso, para ter direito à cidadania italiana você precisa ter ascendência italiana, mesmo não tendo nascido na Itália.

O documento pode ser obtido, geralmente, caso haja uma ascendência direta, por exemplo, tendo os pais, avós ou até mesmo bisavós italianos, mesmo que você tenha nascido no Brasil ou em outro país que não seja a Itália.

Atenção! Existem algumas regras e limitação, por isso, é importante ter o auxílio de um profissional especializado que irá ajudar no processo para identificar se você tem ou não direito à cidadania tendo familiares italianos.

Benefícios de ser europeu

Tendo sua cidadania italiana, você automaticamente tem passe livre em diversos países da Europa, além da Itália. Por isso, pode ser considerado um europeu.

E ser considerado um europeu pode lhe garantir uma série de benefícios significativos, o que vai muito além dos benefícios que a Itália lhe oferece.

Como vimos brevemente acima, é possível residir, trabalhar ou estudar em diferentes países da Europa tendo sua cidadania italiana. Mas, é importante que esses países façam parte da União Europeia.

Atualmente, são 27 países que fazem parte da UE, incluindo a Itália. Ou seja, é um documento que lhe permitirá ingressar em todos esses países legalmente sem precisar de muita burocracia – como visto de residência, trabalho, etc.

Como é o processo da cidadania?

Para obter a sua cidadania italiana, saiba que precisará passar por um processo bastante demorado e complexo. Por isso, é importante estar disposto e ter o real interesse em ter este documento em mãos.

Veremos abaixo que, primeiro de tudo, é preciso descobrir se você tem direito, para depois seguir para os próximos passos.

Descobrindo se você possui direito

O primeiro passo a ser dado é conferir se você, de fato, tem direito a uma cidadania italiana, afinal, mesmo com ascendência italiana, não são todos que terão como obter este documento.

Para isso, você precisará investigar mais a fundo a sua ascendência italiana, além de coletar alguns documentos que possam comprovar que há essa conexão entre você e seus antepassados italianos.

Certamente, é um processo inicial que irá exigir bastante tempo e dedicação, principalmente se for difícil obter os documentos necessários.

Você pode precisar de certidões de casamento, nascimento e óbito, assim como outros que possam comprovar a ligação familiar.

Juntando os documentos necessários

Se você realizou a pesquisa e constatou que, sim, tem direito a cidadania italiana, parabéns! Agora, é preciso reunir todos os documentos necessários para dar início ao processo de solicitação.

Entre os documentos mais comuns que são requisitados, temos formulários de inscrição, certidões (nascimento, casamento e óbito), certificados de antecedentes criminais, comprovante de residência, dentre outros.

O ideal é contar com um profissional para ajudar neste processo.

Via judicial ou administrativa?

Você pode obter a sua cidadania italiana de duas maneiras: via judicial ou administrativa.

O mais comum é utilizar o processo administrativo, onde será apresentado seus documentos e formulários às autoridades italianas competentes.

Já no processo judicial, costuma ser mais utilizado em situações mais complexas ou que são controversas.

Valores para tirar a cidadania

O custo para tirar a cidadania italiana costuma variar de caso para caso, afinal, existem meios diferentes de realizar a solicitação, assim como prazos, etc.

Ele ainda pode variar dependendo do país que você reside no momento da solicitação, ou se irá optar pelo processo judicial ou administrativo.

Ainda há taxas que precisam ser pagas, assim como honorários de advogados, caso realize o processo judicial.

Além disso, você precisará de um tradutor juramentado para auxiliar no processo, garantindo que seus documentos oficiais tenham uma versão em italiano.

De modo geral, é importante consultar os profissionais para realizar um orçamento para o seu caso, especificamente.

Vale a pena ter uma cidadania italiana?

Em meio a tantas burocracias e longos prazos, será que realmente vale a pena ter uma cidadania italiana? A resposta é: sim.

É importante considerar todos os benefícios que esse documento irá proporcionar não apenas para você, mas para sua família. Se você deseja ter mais qualidade de vida ou apenas ter a liberdade de conhecer os países sem tantos processos de visto e tempo limite, é um facilitador excelente.

Mas, se você não tem interesse em ir para a Itália ou para outros países da União Europeia, de fato pode ser um investimento desnecessário.

De modo geral, é um meio para garantir diferentes vantagens e buscar melhorar a qualidade de vida em outro país.